FIETO

Em defesa dos interesses da indústria tocantinense

Palmas, 29 de junho de 2022 09:10

 

Notícia

SESI e SENAI levam formação profissional e qualificação a efetivo do Exército em Palmas

18/05/2022 - 09h24
 
 

Somente na capital mais de 50 jovens reservistas não possuem o certificado de conclusão do ensino médio

 

Uma parceria firmada entre o Serviço Social da Indústria (SESI), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Exército Brasileiro tem como objetivo reduzir o número de jovens e adultos sem estudos, isto através do programa EJA- Profissionalizante. Em evento realizado na tarde dessa terça-feira (17), na sede do 22° Batalhão de Infantaria do Exército (22° BI), em Palmas, servidores do SESI apresentaram detalhes do programa que eleva a escolaridade de forma rápida e eficaz para os jovens efetivos do Exército.

Um dos grandes desafios da educação brasileira é a formação de pessoas que já passaram da idade escolar. Milhares de brasileiros, por motivos diversos, não conseguiram concluir os estudos e isso também atinge o Exército. Só em Palmas, por exemplo, mais de 50 jovens reservistas não possuem o certificado de conclusão do ensino médio.

Como nem todos os jovens que adentram o Exército conseguem permanecer na corporação, o Tenente-Coronel Adenir Fernandes Nogueira, comandante do 22º BI, viu a necessidade de ajudar esses jovens a finalizarem os estudos e se qualificarem.

“Nós temos um efetivo de 298 militares que ingressam todos os anos no Batalhão e somente alguns conseguem ser incorporados ao Exército após 12 meses. Do total dos que ingressam, somente uns 30 permanecem, já o restante volta para o mercado de trabalho; além disso, a gente identificou que muitos militares que adentraram este ano não têm o ensino médio completo. Com isso, conversamos com o SESI e vimos essa oportunidade, já que o curso utiliza os saberes adquiridos durante a vida para abater tempo de curso e é feito de forma online”, disse Nogueira.

Uma das vantagens do EJA Profissionalizante é que além de agilizar a formação educacional ajuda em uma capacitação profissional, pois o programa utiliza a Metodologia de Reconhecimento de Saberes, que oportuniza ao aluno a conclusão do ensino médio em até um ano, já que sistematiza os conhecimentos que ele adquire ao longo da vida e certifica as competências e habilidades desenvolvidas.

As aulas são transmitidas por meio da plataforma do SESI Educação, sendo 80% de forma on-line e 20% presencial, o que é uma vantagem para quem já está no mercado de trabalho, como explica o supervisor de educação do SESI, Márcio Ferreira. “O programa proporciona um benefício grande para estes alunos. Primeiro, porque é uma carga horária online, ou seja: é flexível, eles podem estudar na hora que encaixar na agenda deles, quando eles acharem melhor e tiverem disponibilidade. Segundo, porque a nossa plataforma é adaptativa e os alunos podem usar tanto no computador quanto no tablete. Por fim, a carga horária pode ser abatida por meio do Reconhecimento de Saberes, que é o grande chamariz do EJA Profissionalizante, pois os alunos vão ter toda a experiência de vida deles avaliada e isso pode reduzir a carga horária de estudos. Tudo isto sem contar com a parceria do SENAI, que vai disponibilizar um curso de qualificação que é primordial para o mercado de trabalho”, destaca Ferreira.

Com a parceria, o SESI e o SENAI vão disponibilizar uma turma específica para os efetivos do Exército, com calendário especial e as aulas devem iniciar em agosto deste ano. Durante o evento de apresentação 52 inscrições foram realizadas.

 

 

Por Najara Barros

Foto: Adilvan Nogueira

Assessoria de Imprensa SESI (63) 3229-5775

 

 

 


 
 
 
ACSE 1 Rua de Pedestre SE 03 LOTE 34-A Edifício Armando Monteiro Neto Plano Diretor Sul - Palmas-TO CEP: 77020-016